Notícias

03 de julho de 2017

NOTA AOS SERVIDORES SOBRE A GREVE ESTADUAL




Governo entrou na Justiça antes mesmo de a greve começar

Diante do pedido de ilegalidade feito pelo governo estadual antes mesmo do início de nossa greve, o Sindsaúde esclarece que:

1 - Até o momento, não foi notificado da decisão do Tribunal de Justiça (TJ-RN) sobre o pedido do governo. Sendo assim, a greve continua. O sindicato irá antecipar a sua assembleia assim que tomar conhecimento oficialmente do conteúdo da decisão.

2 - Antecipamos à categoria que, segundo o publicado na imprensa, a decisão do TJ reconhece a legalidade do nosso movimento grevista, iniciado nesta sexta-feira, 30 de junho. Foi negado o pedido de abusividade da greve feito pelo governo. Ao mesmo tempo, a imprensa noticiou que, pela decisão, 70% dos filiados ao sindicato devem permanecer trabalhando.

3 - Repudiamos a tese do governo Robinson Faria de que os servidores da saúde não podem exercer o direito de greve. Trata-se de uma tentativa de impedir o direito legítimo de manifestação, de um governo que deveria reconhecer as enormes perdas salariais, a sobrecarga de trabalho e o prejuízo econômico e emocional causados por 18 meses de atraso de salário.

4 - Recordamos que, há um ano, decidimos suspender a greve dos servidores estaduais diante de um acordo judicial, assinado com a Sesap no Tribunal de Justiça. Como este acordo não foi cumprido, consideramos que o governo estadual é que comete uma ilegalidade.

5 - Convocamos todos os servidores a engrossar e fortalecer a greve da saúde estadual.

Natal (RN), 01 de julho de 2017.

SIndsaúde-RN

 

Autor: Comunicação Sindsaúde

Boletim Eletrônico

  • Digite o código: 8166

  •