Notícias

12 de setembro de 2019

Sindsaúde denuncia situação do Hospital Giselda Trigueiro




Com a reforma, servidores tiveram a alimentação suspensa, além de tornar a unidade ainda mais insalubre 

A direção do Sindsaúde RN realizou esta semana visitas no Hospital Giselda Trigueiro, referência no atendimento de doenças infecto-contagiosas e toxicológicas do Rio Grande do Norte. No local foram constatados diversos problemas estruturais, além da falta de alimentação para os servidores, desde o fim de semana (7 e 8 de setembro).

De acordo com os servidores, o motivo da falta de alimentação é uma reforma que está tornando o ambiente hospitalar ainda mais insalubre. Uma obra de afastamento da rede elétrica da rede de esgoto que ocasiona um odor muito forte e sujeira, impossibilitando o trabalho do setor de nutrição.

Diante dessa obra, o Governo do Estado resolveu o problema da falta de alimentação para os pacientes e acompanhantes, mas esqueceu dos servidores. Deixando os trabalhadores da saúde sem garantia de alimentação após 12h de trabalho. Um total descaso e desrespeito com os trabalhadores!

A obra irá reparar o problema frequente de falta de energia e curtos circuitos no hospital, causados pela proximidade das redes de esgoto e energia. No entanto, como é possível observar nas imagens, a reforma tornou a unidade um ambiente insalubre, com buracos e fiações expostas, pias e ralos entupidos. É um absurdo que os servidores e pacientes sejam obrigados a continuar nesse ambiente! A saúde merece respeito, Governadora!

 

Autor: Comunicação Sindsaúde

Boletim Eletrônico

  • Digite o código: 7960

  •