Notícias

09 de janeiro de 2019

Moção de repúdio contra agressão a servidora da saúde e sua família


Em assembleia realizada no dia 04 de janeiro de 2019 na sede do Sinpol, os servidores(as) da saúde aprovaram, por ampla maioria, uma moção de repúdio aos responsáveis pela agressão sofrida pela servidora do Walfredo Gurgel e candidata eleita à diretoria do Sindsaúde no último pleito, Vanessa Macambira, bem como a sua companheira, Glícia Brandão, e ao filho delas de 9 anos.

Após defender seu filho de insultos sexistas cometidos por um adolescente de 17 anos no condomínio em que moram, Glícia Brandão foi procurar os pais do mesmo que, ao invés de dar um bom exemplo ao seu filho, partiu para agressão física. As duas sofreram lesões físicas pelos dois homens, Glícia no rosto e Vanessa teve fratura no braço que a deixou 20 dias afastada do trabalho e terá que fazer cirurgia para corrigir a fratura, além do abalo emocional que ambas estão passando juntamente com seu filho.

Os servidores se solidarizam integralmente com a família que teve sua integridade física e moral atacada pela intolerância, homofobia e machismo. Esses homens precisam ter uma punição exemplar para que fatos como este não se repitam e as pessoas possam viver as suas vidas afetivas da forma como quiserem.

Toda forma de amor vale a pena! Não à homofobia! Não ao machismo! Não à intolerância!

 

Autor: Comunicação Sindsaúde

Boletim Eletrônico

  • Digite o código: 7544

  •