Notícias

08 de dezembro de 2017

Estudo do ILAESE mostra crescimento na arrecadação de impostos do RN




Entre 2014 e 2017, a arrecadação do ICMS aumentou 15,6% e as transferências federais subiram 12,4% no mesmo período.

O instrutor do Instituto Latino-Americano de Estudos Socioeconômicos (Ilaese), Fernando Antônio, ministrou uma palestra para os servidores da saúde na quinta-feira (07), no auditório do Sinpol/RN, em Natal. A discussão teve como ponto central as contas do RN e o que o governo Robinson Faria (PSD) tenta esconder da população e dos servidores.

O instrutor explicou que, embora o momento seja de crise econômica, não existe colapso nas contas do Rio Grande do Norte.

Apesar das quedas nas receitas, que devem seguir no ano que vem, houve crescimento na arrecadação de impostos e nas transferências do Governo Federal para o RN. Entre 2014 e 2017, a arrecadação do ICMS aumentou 15,6% e as transferências federais subiram 12,4% no mesmo período.

Os gastos com setores essenciais para a sociedade como saúde, segurança e educação sofreram graves ataques. Em 2017, os três pilares fundamentais para o funcionamento da sociedade tiveram drásticos cortes de investimento, conforme gráfico abaixo.

 

A crise econômica dá sinais de que deve continuar por mais alguns anos. Assim, atrasos salariais, colapsos nos serviços públicos, demissões e más condições de trabalho continuarão a fazer parte da vida dos servidores e servidoras. Governos e patrões querem que os trabalhadores paguem a conta da crise que eles criaram. 

A única forma de impedir isto é com a unificação das lutas de todos os trabalhadores e seus sindicatos, com greves conjuntas, rumo a uma grande greve geral no país para derrotar as medidas neoliberais de Temer, Robinson e Carlos Eduardo. Que os ricos e poderosos paguem pela crise! Fora todos eles!

 

Autor: Comunicação Sindsaúde

Boletim Eletrônico

  • Digite o código: 8385

  •